6.2.19

Série: Mães e Divas


Minha curiosidade por gravidez juntamente com a minha "falta do que fazer" (mentira, eu tinha coisas pra fazer, só não queria fazer), acabaram me apresentando a série  Mães e Divas na Netflix.

A série mostra o dia-a-dia de quatro grávidas australianas e milionárias. Rachel, Lorinska e Jane moram em Melbourne e juntas formam o grupo @melbourneyummums. Já Maria (a excluída) mora na cidade de Adelaide, e ao conhecer as três grávidas milionárias pelo Instagram, ela decide convida-las para o seu chá de bebê. Porém, Maria  é extremamente mimada e nem sempre é fácil lidar com ela.

Se você gosta de reality shows, Mães e Divas é um ótimo passatempo. A série está bem longe, tipo, bem longe mesmo de ser a minha realidade, mas, por meio dela eu pude perceber que o processo de gravidez é relativamente igual para todas as mulheres. As quatro grávidas tem os mesmos medos e dúvidas que qualquer outra mulher, assim como elas também trazem alguns questionamentos aos espectadores, será que meu corpo voltará logo a ser o que era antes da gravidez? É educado dar de mamar ao meu bebê em público? Nessa questão concordo com a Jane: "Meu bebê em primeiro lugar", já a Maria acha que amamentar o filho em público é ilegal. Aliás, há um episódio em que Maria e sua mãe são extremamente machistas e falsas com uma moça que decide dar o peito à sua filha dentro de um pub. Aff!


Também é interessante assistir a série e refletir sobre o fato de que essas mulheres tem preocupações que na minha opinião são um tanto quanto fúteis. Elas pensam por exemplo em chás de bebê luxuosos, chupetas da Hugo Boss e presentes de parto, um presente que o marido deve dar à esposa para compensa-la pelo trabalho de ter que carregar um bebê por nove meses e depois parir. É um bem material por uma gravidez! E me parece que quanto mais caro o presente, maior é a prova de amor do seu marido. Claro que é ótimo ganhar presentes e surpresas, mas é preferível ter a ajuda e o amor incondicional do marido durante e depois da gravidez, e no caso dessas mulheres os companheiros parecem apenas doadores de material genético e do dinheiro que elas gastam, um deles não soube nem ajudar a esposa a calcular os minutos entre uma contração e outra enquanto ela entrava em trabalho de parto. Sem contar o relacionamento abusivo que Maria tem com o namorado Carlos, não é nem sutil e só não vê quem não quer. E vocês aí achando que relacionamentos tóxicos eram apenas de homens para com mulheres né? Vamos repensar isso aí sociedade!


A bolha em que essas mulheres vivem também é cheia de competição. Rachel, Lorinska e Jane são melhores amigas e se amam, mas elas criam um tipo de rivalidade com a Maria, o que acaba resultando em disputas ridículas de exibição de bens e poder. Quem pode mais? Maria que só veste a filha com marcas de luxo como Versace, ou Jane que ganha um carro como presente de parto?


E além de tudo o que comentei, ainda preciso destacar a exposição nas redes socias. As yummy mummies tem vidas aparentemente perfeitas, e claro, mostram isso no Instagram, mas será que tudo aquilo é realmente o suficiente? E o que dizer do consumo consciente? Isso praticamente não existe na vida dessas milionárias, elas compram compulsivamente e jogam roupas fora por que já usaram uma vez, como se isso fosse chic. Mas não é, é brega queridas, a nova tendência é o cuidado sincero com o meio ambiente.

Enfim, essas foram algumas das conclusões que eu tirei dessa série ao acompanhar a vida de Rachel, Lorinska, Jane e Maria em dez episódios da primeira temporada de Mães e Divas, ou no título original, Yummy Mummies. A Netflix tem apenas a primeira temporada, mas me parece que a segunda já está em exibição no canal australiano 7Plus, então, só resta esperar pelo misto de sentimentos que os próximos episódios dessa série irão me aflorar.

15 comentários:

  1. E o tanto que eu amo séries nesse estilo? Ainda não tinha visto nada sobre essa, mas já quero maratonar, rs!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa já imagino o quanto elas devem ser metidas. Gosto de série neste estilo mas prefiro as "pequenas grandes mulheres " e "os johnstons "
    Charme-se

    ResponderExcluir
  3. Eu não gosto de séries, mas esse parece mais um reality mesmo. Nunca tinha ouvido falar, mas eu gostei da temática, mesmo estando também muito, muito longe da minha realidade.
    Senti que é tem um pouco de comédia nessa série, não sei se estou errada.
    Elas são bem fúteis mesmo, mas o que tem de mãe rica por ai que faz a mesma coisa é absurdo. Muito bobeira isso de presente no parto (tá que, quem é que não gostaria de ganhar um carro), mas é bem fútil.
    Amei sua indicação, pena que não tenho assinatura na Netflix :(

    Beijos
    Blog Boas de Papo
    Instagram Boas de Papo

    ResponderExcluir
  4. hahahaha eu tó na fase que realmente eu deveria ver uma série assim ❤, mas honestamente acho que não ia gostar por causa do perfil das protagonistas! hahahaha

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Não curto muito reality shows e não conhecia esse. Achei bem interessante e diferente! Está bem longe da minha realidade também (ainda bem), mas é bom ver outro lado.
    Beijos
    Our Constellations

    ResponderExcluir
  6. Nossa que absurdo jogar roupa fora achando isso chique, credooo.
    Mas a serie num geral até parece ser legal haha!

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu não gosto de reality show, mas esse me pareceu, desculpa o sincericídio, fútil demais! Eu tô é fora kkkkkkkkk.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  8. Oi Leslie, tudo bem?
    Como tenho zero afinidade com o universo da maternidade, acho que essa série não é pra mim. Mas confesso que adoro dar uma espinhada em realities ou programas estilo Discovery Home & Health, com umas coisas bem rycas hahaha!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. Oi Leslie

    já n sou mt de assistir a séries, e pelo perfil da história e personagens, eu não assistiria essa.

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu amo reality shows então certeza que eu iria adorar ver haha.
    Pela história delas se tivesse passando quando eu tenho um tempinho de sobra com certeza eu ia parar pra ver. rs
    Beijos!
    http://www.pamlepletier.com

    ResponderExcluir
  11. Nossa, eu vi o trailer dessa série. Como mãe achei de uma futilidade incrível, tantos temas sobre maternidade pra abordar. HAHAHA Beijos.

    Visite: www.carpediemmica.com

    ResponderExcluir
  12. QUE ALUCINANTE ISSO. tipo, loucura mesmo. fico pensando nessas crianças quando crescerem. caraca! é surreal ver tanto contraste de mundo, né? Mas, confesso, fiquei super curiosa haha

    ResponderExcluir
  13. Oi
    Sou apaixonada por série, daquelas que maratona séries seguidas, mas essa não chamou a minha atenção.
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  14. Leslie maravilhosa, tudo bem? Acho que essa série não é pra mim, por uma questão de perfil mesmo: eu adoro reality, mas na pegada de organização, sabe? Você já viu a produção da Marie Kondo? Eu piro demais. ♡ Já nessas, em que ser fútil é profissão, eu me estresso a cada dois minutos, hahaha. Dá não.


    Sabrina Santiago | www.mocadecasa.com

    ResponderExcluir



Feito com ♥ por Lariz Santana