5.9.15

Projeto "Vamos Juntas?"

Olá pessouas! Tudo bom com vocês? Eu estou bem. Deixa eu contar a vocês a presepada que eu e meu marido fizemos, ontem a noite colocamos uma lasanha no forno pra janta, acabamos dormindo e fomos comer a lasanha às 6h da manhã de hoje. Sorte que o forno é do tipo que desliga sozinho. Quem nunca né gente? Sempre acontece hahahaha. Mas vamos ao post...
Não apenas blogueira, mas também sou leitora de alguns blogs, e navegando por aí em meio a blogosfera, achei um post que falava sobre o projeto "Vamos Juntas?", infelizmente eu não me lembro qual o nome do blog mas sei que fiquei interessada e fui atrás de mais informações.
Alguma vez você já se sentiu insegura ao andar na rua sozinha? Já passou por alguma situação de assédio? 
Vou contar a vocês a ocasião em que eu mais senti medo ao andar sozinha.
Eu trabalhava no Pet Shop da família que ficava bem pertinho de casa, dá pra contar que eram umas quatro quadras andando. Certa vez, eu saí da loja para ir em casa almoçar, era 13h da tarde, pois é, talvez nos sintamos com mais medo de andar na rua depois das 22h, mas o assédio pode acontecer quando se menos espera. Logo que saí da loja comecei a perceber que um carro estava me seguindo. Dentro dele um homem quase berando os 50 anos e me olhando fixamente. Comecei a ficar com medo e a andar mais rápido. Ele reparou que eu percebi que estava sendo seguida e entrou em outra rua, quando vi que ele tinha saído da minha cola, comecei a correr para chegar em casa logo, faltava apenas duas quadras, mas naquela situação parecia que eu ainda ia precisar andar mais uns 5km. De repente em um cruzamento, ele saiu com o carro de uma rua e deu de frente comigo, comecei a correr ainda mais rápido, ele não me disse nada, apenas começou novamente a me seguir enquanto eu corria. Na esquina da minha casa ele entrou em outra rua. Corri o mais rápido possível e abri o portão como um furacão. Entrei pra dentro de casa rapidamente e ofegante comecei a olhar por uma fresta da janela, logo depois vi que ele passou na frente da minha casa bem devagar e olhando para os lados e me procurando.
Fiquei extremamente assustada e até hoje me lembro desse acontecimento com um aperto no coração. Não sei o que aquele homem queria, se era apenas me assustar. ele conseguiu, se era mais que isso, tenho que agradecer a Deus por ele não ter conseguido nem ver onde eu morava. 

Quando aconteceu isso comigo ainda não existia o projeto "Vamos Juntas". Depois de muito passar por situações de assédio como do tipo que eu passei na rua, Babi Souza, jornalista de 24 anos, resolveu com sua amiga designer Vika, criar o projeto "Vamos Juntas?", em que a ideia é incentivar as mulheres/meninas a andarem juntas pelas ruas de suas cidades para evitarem situações de risco. "O movimento surgiu como solução colaborativa para um problema real, que passamos todos os dias" diz Babi.
"Quando vejo como as mulheres são tratadas, não sinto nenhuma vontade de crescer e me tornar uma mulher adulta" - Zahra, de 15 anos. Do site Jw.org 
Não sou feminista, apenas sou mulher, ou seja, não gosto de machismo e detesto injustiça de gênero, seja ele qual for, por isso, creio que não precisaríamos desses projetos se o mundo não fosse como é. Mas já que é impossível andar até mesmo a 13h da tarde sem se sentir acoada, por que não evitar situações de perigo aderindo a esse movimento entre amigas e futuras amigas?
O projeto tem uma página no Facebook (clique aqui) onde meninas de todo o Brasil motivadas pelo movimento "Vamos Juntas", contam sobre momentos de ajuda mútua em situações de medo e perigo e muitas dessas depois encontraram boas amizades. Confira alguns:


Perceberam como as vezes é uma atitude simples?! Por apenas chegar e fazer companhia a tensão em estar sozinha já diminui. Como diz a revista Capricho, "O foco da campanha é salientar a importância do apoio entre as garotas, sejam elas amigas ou desconhecidas." 
Atualmente a página do Projeto no Facebook tem mais de 170 mil likes, ou seja, muitas mulheres estão aderindo ao movimento, por isso, Babi e Vika criaram um grupo para cada região do país (clique aqui)  para tornar a sororidade e as amizades ainda mais achegadas. Além disso, existe a ideia de criar o Aplicativo Vamos Juntas (clique aqui), para que se torne ainda mais fácil esses encontros que aliviam a apreensão em se estar sozinha ou com medo.
Veja Aqui por que nesse dia o projeto "perdeu a cor" e se uniu a uma adolescente abusada no metrô
Esse post é um apoio à ajuda mútua e ao olhar carinhoso para a mulher ao lado, seja ela sua amiga, conhecida, vizinha ou desconhecida (1Timóteo 5:2) - a bíblia se aplica em qualquer lugar. E eu acho bacana também quando um homem de boa fé percebe quando uma mulher está em situação de risco e a ajuda, vi alguns comentários masculinos na página que me deixaram muito feliz, aliás isso me lembrou um vídeo que vi a alguns dias no Facebook (clique aqui para ver). Então meus amores, como diz a página do projeto no facebook, quando estiver em situação de risco na rua ou apenas se sentindo insegura, observe ao redor por que do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma tensão. Que tal irem juntas?
Xoxo e até o próximo post.

22 comentários:

  1. Gostei do blog!
    Segui o teu blog...segues o meu?

    Blog / Facebook / Instagram

    ResponderExcluir
  2. ótimo projeto! Cada situacao que realmente da medo. Já passei por algumas e graças a Deus nunca aconteceu nada grave. Eh uma pena que essa situaçao tenha se agravado cada vez mais. :/
    Meu Blog
    Instagram

    ResponderExcluir
  3. Amei o post e ja tinha lido sobre esse projeto que é bem legal e realmente tem que colocar em pratica bjs
    www.maniasdapatty.com

    ResponderExcluir
  4. É um projeto sensacional e deveria ser adotado por todas as mulheres, seu post foi nota dez.
    Super bjks ♥
    Blog Carioca Básica
    |FanPage
    |Instagram

    ResponderExcluir
  5. Eu não conhecia o projeto e achei muito interessante.
    A ideia do aplicativo é legal, mas tem que ser muito bem pensado para não fazer o efeito contrário. se for aberto a todos, as pessoas que perseguem também poderão utilizar, entende?

    bjOO

    Blog Breshopping da Dany
    Facebook
    Instagram
    Twitter
    Google +

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo Dany, estão colhendo sugestões das meninas que apoiam o projeto justamente por causa disso, pra que pessoas de má fé não usem o aplicativo a favor deles.

      Excluir
  6. Nossa, que perigo isso que aconteceu com você. Quando for assim, tenta entrar em outro lugar sem ser a sua casa, porque se ele tivesse visto você entrando em casa, iria marcar a sua casa e passar sempre ali por perto, entende? Quando for assim, tenta despistar indo pra outro lugar, ou voltando pro PetShop ou entrando em alguma loja e conversando com alguém, é isso que eu faço. Eu vi esse projeto e adorei, mesmo sem conhecer ele, já fazia isso ou ficava implorando pra fazerem isso comigo quando eu estivesse nessas situações. Quando acontece isso de me seguirem e tal, eu sempre entro em um lugar e fico tentando puxar papo com alguém, seja vendedora, caixa, qualquer lugar que tenham pessoas e aí só depois retorno o meu caminho, porque tem uns caras que são malucos, psicopatas e parecem que marcam o nosso lugar e passam sempre pelo mesmo lugar e no mesmo horário pra tentar encontrar de novo e planejarem alguma coisa, é bizarro.

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  7. Acho que já tinha escutado falar desse projeto, e acho super válido. Eu nunca me sinto confortável em andar sozinha pela rua. Raramente saio sozinha, prefiro sempre sair com minhas amigas. E mesmo assim tem muita gente que assedia a gente na rua. Mas quando estamos sozinhas é muito pior. Mas nunca aconteceu nada muito grave assim comigo.
    Obrigada por comentar no meu blog :)

    http://colorful-mushrooms.blogspot.com.br/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  8. Gostei bastante de saber que existem iniciativas assim, é muito bom ver que à pessoas que se lembram destas coisas. Felizmente ainda nunca sofri de assedio ou perseguição, mas se isso me acontecesse o mais provável seria eu morrer de medo ali naquele exato momento e tal como as outras meninas tentar escapar-me daquele lugar o mais rapidamente possível. Obviamente que eu iria gostar de ter alguém perto de mim que me pudesse ajudar, assim achei este projeto uma verdadeira ideia brilhante.
    Tenho que ir visitar o site e todas essas coisinhas que indicaste lá em cima para ter mais informações acerca da iniciativa, embora não seja brasileira - sou portuguesa - gosto sempre de me manter informada no que diz respeito a estas coisas.
    Beijinhos.
    http://mariacrescida.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Adorei o projeto, precisamos nos unir pra nos ajudar e acabar de vez com certos preconceitos e abusos que as mulheres ainda sofrem!!
    Beijoos

    Esmaltadas de Alice
    Canal no YouTube

    ResponderExcluir
  10. Oi, Leslie!
    Eu ja tinha lido sobre esse projeto, achei incrivel!
    É lindo que esse união possa salvar tanta mulher!
    Isso nunca aconteceu comigo, mas estou sempre de olho pra que nunca aconteça a minha volta também, não é só esperar ser ajudara, é estar pronta pra ajudar.
    Li o post sobre o dia em que o projeto perdeu a cor, passei mal de tanta repugnância. Como pode uma coisa dessa acontecer e os agressores ainda saírem impunes?
    Por dias melhores e mais unidos, Ana do dia ♥

    ResponderExcluir
  11. Nunca tinha escutado falar sobre esse projeto! Mas ameei! Eu morro de medo de andar na rua sozinha! Principalmente a noite! Graças a Deus nunca aconteceu nada comigo, mas já ouvi várias, e morro de medo!

    um beijo bonitaa ♥

    E aí, Bonita!

    ResponderExcluir
  12. Eu sempre ando sozinha e já passei por alguns infortunios, mas nada de grave,
    mas não fiquei quieta , gritei como louca e todos na rua viram e afugentou o meliante.
    beijinhos

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que projeto legal.
    Acho sempre bom poder encontrar alguém pra seguir junto quando estou andando por aí. Sei que estou mais segura e a pessoa também se sente.
    Um beijão e até mais.

    www.queridaga.com

    ResponderExcluir
  14. Ual, que projeto inteligente e maravilhoso, não passei por algo assim, mas a verdade é que nunca se sabe. Eu faço faculdade a noite e do ponto de ônibus até em casa é uma rua inteira, sempre tem alguém descendo a rua também, não falamos nada uma para o outro apenas andamos no mesmo ritmo, mas acredito que se um dia eu me sentir ameaçada poderia contar com a ajudar deles sim.
    Indo seguir a página do projeto já!

    Beijos
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
  15. Adorei o projeto! Eh muito tenso passar por essa situação!!! Ja aconteceu comigo de eu estar no trabalho e um psicopata parou n frente e começou a se masturbar! Foi uma situação horrivel! Eh pessimo saber que saimos de casa e tem uma sensação de insegurança nos atingindo! Otimo post Leslie <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que péssimo isso que te aconteceu. Obrigada pelo comentário Laís :)

      Excluir
  16. A ideia do projeto é legal, só esqueceram de considerar duas coisas: Um cara com segundas intenções pode se passar por mulher pra assaltar, estuprar ou fazer algo do gênero com a pessoa; Não se deve publicar pra onde está indo na internet, a gente não sabe quem tá do outro lado da tela, nem mesmo nesse projeto. O ideal é convidar amigas ou até mesmo conhecidas, não estranhas. E segundo que se o cara tiver armado, não faz diferença nenhuma serem duas, três ou sei lá quantas pessoas; Já vi vários casos de duas, três meninas, serem assaltadas juntas. Uma vez mesmo eu tava com uma amiga e um cara ficou nos seguindo por várias quadras, olhando pra mim com cara de psicopata mesmo kk Apressamos o passo e entramos numa sorveteria, aí ele sumiu; Minha mãe já foi assaltada junto com meu vô, o cara simplesmente grudou nele e disse que ia fincar ele com um canivete se ele não passasse a carteira e celular, adiantou ela estar junto? Não, não adiantou, até porque se ela tentasse algo o cara seria capaz de machucar o vô mesmo. Eu nunca fui assaltada mas já passei por várias tentativas; Sou super desconfiada, dessas que vê um cara um pouquinho suspeito na outra quadra e já muda de calcada, sai correndo, entra no primeiro lugar que vê pela frente kk Eu já passei por uma situação igualzinha a da menina da mochila, a diferença e que foram dois caras, corri por várias quadras, quando passei por uma casa que tinha uma senhora na porta, ela mesmo percebendo meu desespero, fechou a porta e me ignorou; Quando eles tavam bem pertos de mim eu vi uma garagem e entrei correndo, gritando que tava sendo perseguida, aí o cara me tranquilizou, disse que lá eles não iam entrar e tal, fiquei um tempão la assustada, em estado de choque, com cara de abobada mesmo kk Depois fui pra casa me cagaceando de medo kk E isso tudo foi num sábado á tarde. Fora essa situação, já aconteceram algumas outras, mas nada que chegou a esse ponto. Adorei o post, ficou ótimo!
    www.espacegirl.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão tentando por meio de sugestões das meninas criarem um app seguro Gabriela, por que realmente alguém de má fé poderia utiliza-lo para efeito contrário. E é necessário também ter senso de segurança né... também acho errado se dizer na internet onde está indo ou se vai viajar ou algo assim. Também sou como você, extremamente atenta na rua, sempre observando ao redor. O que aconteceu com você foi realmente horrivel, eu fico feliz que nada grave te aconteceu. Obrigada pelo comentário :)

      Excluir
  17. O projeto é bem legal, mas é preciso tomar alguns cuidados, principalmente com o aplicativo, já que pessoas de má fé podem se aproveitar. E caso o perseguidor estiver armado, não sei se andar junto com uma amiga irá resolver. Mas a iniciativa é boa. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  18. Gente que lindo, é um projeto incrível. Graças a Deus nunca passei por nada parecido mais acho maneiro essa iniciativa que vai ajudar muitas garotas a vencerem essa situações difíceis. Adorei o projeto!
    http://girlswholoveparis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Um projeto muito importante sem dúvidas!
    Nunca passei por uma situação assim de ser perseguida, mas me assustei só de ler!
    De qualquer forma é mesmo nojento a forma como certos "homens" olham para as mulheres, como se fossem meros objetos...É repugnante e terrível!
    Beijinhos,
    Mari
    http://themarielement.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

* Comentários que eu perceber que são C+C serão ignorados;
* Só respondo comentários em que falam sobre o post;
* Deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita;
* Clique na aba "notifique-me" para ser avisado quando eu responder o seu comentário aqui no blog.



Feito com ♥ por Lariz Santana