30 outubro 2020

Livro e Filme: Por Lugares Incríveis

Por Lugares Incríveis Livro Resenha

Esse post pode conter gatilhos, nele há assuntos como suicídio, depressão e saúde mental.
Era pra eu ter comentado sobre o livro Por Lugares Incríveis ainda em Setembro, dentro da campanha de prevenção ao suicídio, mas eu entrei numa ressaca literária brutal e só consegui terminar a leitura esse mês. A resenha desse livro é o início de uma nova coluna aqui no blog, a "Livro e Filme", onde vou comentar sobre livros que eu li e o que achei também das suas adaptações cinematográficas.

Antes de perder sua irmã num acidente de carro, Violet Markey tinha uma vida perfeita cheia de amigos, um namorado e uma linda família. Já Theodore Finch tem um pai violento e uma mãe que mal lhe dá atenção, além disso, ele passa por grandes períodos de depressão e ainda tem que lidar com o bulliyng na escola. Essa é uma dupla improvável de adolescentes, mas eles acabam se juntando para um trabalho escolar que os leva a conhecerem inúmeros lugares de Indiana/EUA, e mais ainda, Violet e Finch passam a dividir uma jornada de autoconhecimento.

Gênero: Romance/drama | Páginas: 336 | Nota: ★★★★☆ | Onde Comprar? Amazon

Livro Por Lugares Incríveis


Comecei o livro devorando-o e li quase cem páginas assim que o peguei em mãos pela primeira vez, mas depois Violet e Finch foram me dando um belo de um cansaço, até que por fim, terminar o livro se tornou um desafio pra mim. Por Lugares Incríveis não é um livro ruim, mas se você acompanha o blog há algum tempo, já deve saber que eu não sou fã de romances, e toda a melosidade de Violet e Finch me fizeram revirar os olhos várias vezes.

É lindo ver dois adolescentes se conhecendo e criando amor entre eles, mas eu queria pular toda essa parte e ir direto para os assuntos mais concretos, como a retomada de vida da Violet após o acidente que levou à morte de sua irmã, e as reflexões de Finch. É isso. O que me fez perder interesse no meio do livro foi o romance entre os protagonistas, mas isso é algo extremamente pessoal, até porquê, se tratando de dois adolescentes, que estão na "flor da idade", seria mesmo difícil sair do clichê do amor romântico. 

Resenha Livro Por Lugares Incríveis

Mas, de modo geral, Violet e Finch foram personagens que me conquistaram e me levaram do amor ao ódio inúmeras vezes. Violet inicialmente me pareceu ser atônica, tudo bem que ela está passando por um processo de luto, mas mesmo antes ela era a garota perfeita e popular, aquela que não toma grandes atitudes por que tem privilégios e tudo parece-lhe fácil. Porém, depois eu passei a admirar sua evolução e madureza como pessoa.

"Nós não nos lembramos de bons dias, nos lembramos de bons momentos".

Quanto a Theodore Finch, ele me causou uma mistura de sentimentos tão grande que eu nem sei explicar, e isso até se torna aceitável, pois nem sempre é fácil de entender as atitudes de alguém que sofre com transtornos mentais. Eu tenho TAG (transtorno de ansiedade generalizada), TOC e depressão, e essa foi a primeira vez que eu estive do outro lado, me tornei a espectadora de momentos e pensamentos suicídas de outra pessoa. Desde o início da leitura, é palpável o entendimento de que Finch tem algum distúrbio ou transtorno metal que não está sendo tratado, e que as pessoas ao seu redor, que deveriam ajuda-lo, estão o negligenciando. Por vezes eu tive vontade de abraça-lo e dizer "você não está sozinho".

Ilustração Por Lugares Incríveis

Em nenhum momento o(s) transtorno(s) mental de Finch é nomeado no livro, mas suas ações nos levam a crer que ele tem depressão e/ou transtorno bipolar, e seu relacionamento com Violet é uma forma de se desvencilhar de pensamentos e ações autodestrutivas, mas a autora conseguiu não romantizar a situação triste de Finch, na verdade, ela foi sensível, mas ao mesmo tempo crua ao passar a mensagem de que transtornos mentais precisam de tratamento, apenas amor, não cura. E apesar de em alguns momentos eu ter me sentido frustrada, a leitura de Por Lugares Incríveis foi uma boa experiência em vários sentidos.

O Filme é Tão Bom Quanto o Livro?


Estrelado por Elle Fanning como Violet e Justice Smith como Finch, o filme Por Lugares Incríveis tem a essência do livro, mas é claro, como é de se esperar, o filme deixa alguns detalhes de lado, e o que mais me incomodou foi a dispensa de alguns personagens que tornam a história mais palpável. Além disso, o filme não tornar claro desde a primeira cena, como acontece no livro, que Theodore Finch é perturbado pela sua própria mente. Como telespectadora, tive a sensação de que o personagem parece ser apenas uma base para a recuperação de Violet após a perda da irmã.


E como no filme é necessário compilar 320 páginas em duas horas de entretenimento, o amor entre os personagens acontece muito mais rápido do que no livro. Mas, em contrapartida, a adaptação cinematográfica torna possível ter uma visão dos lugares incríveis que Violet e Finch visitam em Indiana, a fotografia e a trilha sonora são lindas. Além disso, os atores protagonistas tem química, inclusive, devo exaltar o trabalho de Justice Smith, não sei se teria alguém melhor para dar vida a Theodore Finch, apesar de achar que o enredo não deu total destaque aos problemas e aflição do personagem.

Se você não leu e nem pretende ler o livro Por Lugares Incríveis, pode apenas assistir a sua adaptação cinematográfica para ter um panorama geral da história, afinal, o filme também é leve e cru, tira os mesmos sorrisos e lágrimas que o livro. Porém, caso queira algo mais profundo e deseja entender melhor o que passa pela cabeça de alguém que tem transtornos mentais, indico sem pestanejar que leia o livro.


50 comentários:

  1. Amei seu post Leslie, não li o livro, assisti apenas o filme e achei super importante eles terem feito um filme com essa abordagem! <3

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, Leslie.
    Eu li o livro na época do lançamento e amei ele. Não me conformo com o final, mas entendo o que a autora quis passar com ele. Já o filme eu optei por não assistir porque sofrer uma vez com a história já me bastou hehe. Gostei bastante da nova coluna. Adoro comparações assim com livros e adaptações.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Ainda não conhecia esse livro, mas achei a história bem envolvente.
    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  4. Eu acho que o livro eu vou procrastinar horrores para ler, mas o filme me chamou super a atenção, embora tenha a perda dos personagens que faria mais sentido na história. Isso realmente é um ponto negativo. Mas como as vezes me interesso pelos livros através dos filmes, vou dar um play nele assim que der.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  5. Esse livro foi a minha melhor leitura de 2017, ainda lembro o quão impactada fiquei e apaixonada pelo romance dos dois (adoro um dramakkk), Frinch me representou e ao mesmo tempo me fez entender o que eu estava passando na época, a leitura é forte e crua em alguns momentos, eu chorei horrores e tenho esse livro como um dos favoritos da vida KKKK
    Sobre o filme fiquei muito desapontada com a abordagem de Frinch achei o personagem muito raso :/ Adorei a nova coluna do canal <3
    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  6. Não assisti ao filme e não conhecia o livro, ou seja, adorei a indicação e saber que o filme é fiel de forma sucinta ao livro!
    Beijos!
    tucacheias.com

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Tive a mesma experiência com ritmo de leitura, devorei quase cem páginas de cara, é uma narrativa bem fluída. Acho que a quebra dos capítulos ajuda bastante.
    Me identifiquei em vários momentos com o Finch, e por isso to enrolando pra ver o filme, já li que o foco da adaptação é bem diferente.

    tenha uma ótima semana :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  8. Oi, Leslie
    Lembro que eu queria muito ler esse livro na época que lançou, inclusive comprei, mas quem leu foi minha irmã. Eu demorei tanto que acabei desistindo da leitura apesar dos bons comentários. E ultimamente não tenho assistido adaptações, então nem vi essa, mas dividiu muitas opiniões também.
    Beijo
    http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  9. Oi Leslie,
    Esse livro me ajudou muito após a perda do meu pai. Só de lembrar me emociono com o quanto sua verdade me impactou. Eu precisava daquele choque.
    Sobre o filme, gostei bastante também, mas não se compara ao meu amor pelo livro, rs.
    beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oiii Leslie,

    amamos seu post.. não lemos o livro, mas assistimos o filme, achamos incrível, uma história interessante e envolve a gente, foi um final triste. Ficamos curiosa para ler o livro, tem bastante diferença né.. Vamos nos render a ler ♥

    Beijos
    VOU ARRASAR BLOG

    ResponderExcluir
  11. Oi Leslie, eu não li o livro mas me interessei por ver o filme!
    Beijos ♥
    www.silalmeida.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Leslie, eu não li o livro, mas assisti ao filme. Gostei bastante do filme, mas não tenho os parâmetros para comparar com o livro. Normalmente o livro é melhor, né?
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  13. Eu não li o livro, mas confesso que nem tenho vontade. Não é uma história que me chame a atenção. Assisti o filme e não curti.

    https://www.biigthais.com/

    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  14. Amei a resenha. Eu sempre quis ler o livro, mas chorei horrores com o filme, então decidi colocar a leitura de lado. Fiquei bem curiosa para ler, mas fico com medo de mudar algo por causa do filme rs
    beijos
    http://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Leslie! Eu li o livro e apesar de ter um final que eu não deejava, eu amei a história. O filme não pretendo ver, posso me decepcionar.
    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  16. Oi Leslie, tudo bem?
    Amei o livro com todas as forças e, ao contrário de vocês, shippei demais os dois. Então, quando o fim chega, desidratei de tanto chorar. Acho que fui um pouco fangirl ao assistir ao filme, porque gostei bastante, mas concordo 100% com você que Finch foi mal aproveitado e serviu só como base para a história da Violet.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  17. É um livro que desejo muito ler (antes do filme). Mesmo me deparado com alguns spoilers, é um livro que está na minha lista de desejos!




    Um abraço,
    Patricia

    Blog Patricia Faria
    Fanpage Patricia Faria
    Instagram
    Pinterest

    ResponderExcluir
  18. Oi, Leslieeeee! Quanto tempo não comento aqui, né?

    Quando eu li o título do post fiquei pensando de onde eu conhecia esse livro, mas aí lembrei que é porque eu já tinha assistido ao filme HAHAHAHA Acho que, de um modo geral, os livros são sempre experiências mais ricas em detalhes, né? Eu imagino que esse livro seja realmente muito mais intenso do que o filme. E eu até gostei do filme (e chorei um bocado, inclusive), mas vendo sua resenha eu acho que realmente ele foi mais focado na Violet. Me deu vontade de ler pra ver o Finch ser melhor explorado.

    Um beijão!
    Hey, Maria!

    ResponderExcluir
  19. Migaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Eu quero começar comentando já nesse comentário que eu amei saber sobre a nova coluna do blog e gostaria de pedir para você fazer sobre o Lado Bom da Vida e Percy Jackson. Quero muito saber qual a sua opinião sobre eles rs

    Super entendo sobre perder o interesse por qual de romances clichês. Quando eu era adolescente amava livros clichês assim mas agora que estou com vinte e três anos prefiro livros menos clichês ultimamente. Esse livro realmente despertou-me o interesse por envolver assuntos mentais (por causa daquele motivo que eu te contei na DM do Instagram uma vez sobre tratamentos psicológicos). Ultimamente não estou tendo muito tempo para ler muito mas realmente pretendo ler esse livro um dia.

    https://itslizzie.space

    ResponderExcluir
  20. Oie Leslie,

    Não li o livro e nem assisti o filme, apesar de ter ficado curiosa na época que lançou, eu acabei deixando de lado e até hoje não peguei para leitura.
    Eu assistiria o filme, mas não sei se leria o livro por enquanto.


    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  21. Eu li o livro no ano que lançou a editora mandou pra mim, mas vendi ele acho que ano passado. Eu vi o filme na netflix também.
    Eu sou mais o livro que me abalou de um jeito e eu chorei nossa.. E fiquei dias pensando eu gosto quando o livro me faz pensar depois de dias..
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  22. eu vi o filme! o livro deve ser bem intenso!

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Li o livro na época do lançamento e não achei a história muito emocionante, por mais que eu quisesse proteger o Finch à todo custo. Eu não quis ver o filme na época do lançamento para esperar baixar a poeira com os fãs, e agora com a sua resenha eu lembrei que esqueci totalmente do filme rs, vamos ver se agora vai!

    Beijão
    https://deiumjeito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Oi
    eu li o livro e adorei, sofri muito com esse final, o filme ainda não tive coragem de ler, porque sei que ele acaba deixando alguns pontos de lado, mas quem sabe um dia eu crie coragem e assista, que bom que gostou de ler livro apesar do romance que eu gostei, legal a nova coluna que está começando.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  25. Oi, Leslie! É uma pena que tenha sido uma leitura meio arrastada a partir de certo ponto pra você, é bem chato quando isso acontece.
    Apesar de conhecer de nome, nunca li Por Lugares Incríveis e confesso que nem sabia que tinha uma adaptação. Apesar de retratar assuntos importantíssimos como problemas psicológicos e saúde mental e entender que são temas que precisam ser falados constantemente, não costumo ler com frequência histórias que tratem disso... Acho que fujo um pouco e procuro sempre algo mais alegre, talvez pra não me lembrar muito de épocas que tive lá as minhas crises de ansiedade ahahah. Mas é claro que, quando acontece de eu ler, é muito interessante quando ocorre uma identificação com algum personagem e suas questões, né? Ou então quando gera essa empatia que você comentou no seu texto, um envolvimento forte que só dá vontade de confortar o personagem que está passando por dificuldades enquanto ninguém mais enxerga que ele precisa de ajuda - são muitas emoções hahah
    Acho bem legal esse formato de post com comparações entre diferentes formatos de obras, foi uma análise muito bacana :D Beijos!

    Blog Trívia

    ResponderExcluir
  26. Amei o post, não vi o filme ainda porque não li o livro, acabei não fazendo nehuma coisa nem a outra. Mas, acho que é uma história emocionante porém, estou seguindo a meta de não comprar nenhum livro em 2020 e até agora a meta está funcionando rs
    Amei saber que gostou e gostei de saber que no livro não descreve o problema real que o jovem tem e sim dá razões para entendermos o tipo de problema que é.
    Amei esse post comparativo entre filme e livro, faça mais assim.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Leslie, eu ainda não li essa obra, pois como você, também detesto romances kkkkkk. Mas por abordar outros assuntos, eu super quero ler essa obra. O filme, eu já dispenso kkkkk.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  28. Eu vi o filme e amei, é bem drama no estilo que eu gosto hehehe e eu adorooo a Elle ♥
    Até a pouco tempo eu não sabia que era adaptação de um livro, mas é porque eu sou muito mais filme do que livro, mas gostei de saber sua visão sobre os dois.
    Ah, e sobre o post lá no blog, eu nem conhecia a Rafa Ronconi, é que acompanho pouquíssimas influencer hahahahaha.

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Faz tempo que tanto o livro quanto o filme estão na minha lista, mas como eu passo por fases, no momento estou igual a você: sem paciência para ler romance. Assim que a leitora romântica reviver dentro de mim, irei dar uma chance ao livro. Quanto ao filme, ainda não superei A química de nós dois, que mesmo embora eu tenha achado fraquinho, mexeu muito comigo.

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
  30. Eu vi o filme, mas confesso que achei monótono. Talvez, o livro seja melhor né? Não li.
    Porém, gostei da trilha sonora do filme.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  31. Não conhecia essa livro mas fiquei bastante curiosa para ler. Beijinhos ♥

    Maria Vieira

    ResponderExcluir
  32. Não conhecia a história mas fiquei bem instigada pela leitura viu, e sobre o filme realmente é bem difícil achar algum que traga 100% a emoção do livro, né?

    Beijos,
    www.tammycezaretti.com.br

    ResponderExcluir
  33. Confesso que fiquei curiosa para ler
    https://blogmariianaleal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. Oi Leslie,
    Sempre fico em dúvida se devo ou não ler o livro. Mesmo saindo o filme, não fiquei muito animada de ver antes, como sempre faço. Acho que vou usar seu conselho e ler o livro primeiro. Ótima resenha ^^
    Bjos
    https://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir
  35. Oie!
    Eu li o livro e lembro de terminar ele no trem quando estava indo encontrar meu namorado e cara, eu chorei tanto tanto tanto! Eu me apeguei ao livro e quis a todo tempo tentar achar uma solução para o Finch :(. Mas confesso que não gostei da adaptação, não sei o motivo só não me cativou (e não foi pelo motivo de ser uma adaptação).
    Um beijão,

    Marcela Miranda

    ResponderExcluir
  36. Fiquei super curiosa :)
    Um beijinho,
    http://myheartaintabrain.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  37. Oi Leslie, tudo bem?
    Eu recebi esse livro quando tinha parceria com a editora no meu antigo blog literário. Gostei muito do livro, mas concordo com o que você disse, em alguns momentos a parte do romance foi um pouco cansativa. Agora a outra parte, do problema do Finch eu fiquei tão agoniada, vendo que ele não estava bem, e de alguma forma ninguém percebendo. O fim do livro me devastou e por conta disso não quis assistir ao filme.
    Gostei de mais de saber a sua opinião. Ótima resenha.
    abraços,
    Ava
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  38. Olá!
    Como você está? Espero que esteja bem.
    Menina, e eu que fui assistir esse filme achando que ia ser uma comédia romântica fofa e terminei chorando horrores? Indico muito para as pessoas, o livro chorei do mesmo jeito kkkkkk

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  39. Oi Leslie,
    Eu vi o filme mas não sabia do livro. Resenhei o filme no blog. Gostei, mas não adorei.
    Beijos

    ResponderExcluir
  40. Oi Leslie! Eu dei uma desanimada de ler o livro porque também não tenho muito saco para esses romances melosos... acho que iria me irritar também. Os outros temas, como o luto e transtornos mentais, até me interessam, mas estou achando mais vantajoso buscar outros títulos. Beijo, beijo :*

    ResponderExcluir
  41. Adorei a sua resenha amiga, esse livro eu li tem um tempo e enrolei meses para terminar porque achava a história chata e um pouco confusa. Como eu não sabia que ele retratava sobre o suicídio, do meio da história para o final eu fiquei grudada no livro e o desfecho me fez refletir e até arrancou umas lágrimas de mim, pois na época eu pensava muito em suicídio e me sentia uma inútil na Terra, indigna de merecer viver.
    O filme foi bem fiel ao livro e chorei mais com o filme do que com o livro, os personagens foram tão reais e leais aos personagens do livro que é até desnecessário ler o livro, o filme por si só já salva.
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  42. Não li o livro nem vi o filme mas fiquei com alguma curiosidade! :)

    Blog // Instagram // Facebook // Bloglovin’ // Youtube

    ResponderExcluir
  43. Oi, Leslie. Tudo bem?
    Eu vi uma entrevista do Justice Smith para netflix sobre a questão dos transtorno mentais, mas imaginei que o filme focaria mais no romance mesmo e acabei não assistindo. Lendo sua resenha agora acho que realmente posso deixar o filme para uma outra hora, mas gostei muito do livro e sobre as questões que aborda. Coloquei na lista.

    Beijos, Vanessa
    Leia Pop

    ResponderExcluir
  44. Não conhecia o livro mais achei interessante a resenha e também pelo fato de saber que existe um filme do mesmo.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    Beijos

    ResponderExcluir
  45. Oiee Linda! Que resenha completonaaa❤
    Amei saber que é o início de um quadro aqui no blog q seguirá esse estilo. Gosto muito de comparar filmes com as adaptações tambem.
    Essa trama eu ouço falar em demasia, mas ainda não consegui ler e nem ver o filme.
    Fato é que acho q vou amar o livro...realmente não é fácil adaptar mais de 300 pag para 2h de telinha como vc disse.

    Passa lá no blog. Gostaria muito de saber sua opinião sobre minha nova postagem.
    Beijocas 💋,
    Paloma Viricio

    ResponderExcluir
  46. Ei, Leslie, tudo bem? Tem um tempinho que não passo por aqui e eu adorei a logo do seu blog. Mas falando do post em si, eu nunca li o livro, mas eu sempre vejo o "cartaz" do filme na Netflix, eu atualmente estou sensível para alguns tipos de gatilhos que essa história apresenta, então atualmente eu deixo passar. Mas eu achei super divertida a ideia de post, para o seu blog. É legal ver que cada blog tem uma ideia diferente para posts.


    Books House

    ResponderExcluir
  47. Não gosto de livros assim, "pesados", acabo absorvendo muito, e gosto de ler para me distrair, então sempre evito livros desse tipo. Mas, em contrapartida, sempre vejo muitos elogios sobre a obra. Sua resenha está maravilhosa como sempre!

    obs.: ameiii o novo layout, fazia um tempinho que não vinha por aqui, não tinha visto ainda.

    Xero!
    geracaopenaestrada.com

    ResponderExcluir

➤ Comentários rasos e sem sentido não serão respondidos e retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© APENAS LEITE E PIMENTA 2013 | 2020. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo