abril 18, 2017

Sobre o Gesto de Honestidade da Semana

Vocês sabem que eu falo sobre tudo aqui nesse blog não é mesmo?! E eu não poderia deixar de comentar sobre o meu sentimento diante do gesto de honestidade da semana. Ontem eu fiquei sabendo de algo que rolou entre o jogo do São Paulo X Corinthians que aconteceu no domingo, se tu é bem ligada nas redes sociais, já sabe do baphão, mas eu vou dar uma resumidinha. Durante o jogo, Rodrigo Caio, zagueiro do São Paulo, sem querer pisou na perna do goleiro do próprio time, e o juiz achou que quem havia feito a falta e pisado na perna do goleiro tinha sido o jogador Jô, do time adversário, corinthians, e já lhe tascou um cartão amarelo. Sem alvoroço e discretamente, Rodrigo Caio assumiu a culpa e avisou o juiz, que por sua vez anulou o cartão dado para Jô (assista aqui). Aí a galera foi a loucura! Nooossss, Rodrigo Caio, herói da honestidade!


Confesso a vocês que de vez em quando eu gosto muito de assistir futebol ~os machistas piram~ principalmente quando se trata do meu time, corinthians. Mas esse final de semana foi bem corrido, então ontem, meu marido me contou o que havia acontecido e eu fiquei tipo assim:


Tá e daí? Não é menosprezando o ato do jogador, muito legal saber que ele é uma pessoa honesta. Porém, eu achei extremamente triste as pessoas enaltecerem um gesto de honestidade tão simples. Como o próprio Rodrigo Caio disse em entrevista: "Não fiz nada demais, só fiz o que deveria fazer!", e eu concordo plenamente com ele. É por meio que acontecimentos desse tipo que percebemos o quanto nosso mundo vai mal, por que tratam a honestidade como algo raro e anormal.

Quando eu estava na segunda série, me lembro que durante um jogo na aula de educação física, sem querer eu trombei com uma outra aluna e ela caiu no chão, sem pensar duas vezes eu parei de jogar e ajudei a menina a se levantar do chão e perguntei se ela havia se machucado. Nesse momento a professora mandou parar o jogo para explicar aos outros alunos que o que eu tinha feito era algo elogiável e que eu servia de exemplo. Com meus oito anos de idade eu não entendia como o acontecido poderia ser motivo de elogio, pra mim não foi um feito incrível, foi habitual, minha mãe me ensinou a ser bondosa com os outros, assumir a culpa, ser honesta e me preocupar com os sentimentos dos outros, então por que a professora chamou a atenção para o meu gesto? 
Hoje eu entendo que o mundo é cruel, as pessoas tentam o tempo todo tirar vantagem umas das outras (2 Timóteo 3:1-5), mas felizmente ainda existem pessoas que devolvem o troco dado a mais na padaria.

Então me desculpem, mas não consigo entender todo esse alvoroço em relação ao acontecido. Honestidade deveria ser algo costumeiro não é não? E mesmo eu sabendo que não é, e que o mundo só vai de mal a pior, só consigo ver a ação de honestidade da semana, como algo que não deveria ter tanta repercussão, pra mim, simplesmente foi algo que deveria ter acontecido, Rodrigo Caio só fez mesmo, o que ele deveria fazer. Vem discutir comigo nos comentários, vou gostar de saber a sua opinião. Beijos de Leite e até o próximo post.

Me acompanhe nas redes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

* Comentários que eu perceber que são C+C serão ignorados;
* Só respondo comentários em que falam sobre o post;
* Deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita;
* Clique na aba "notifique-me" para ser avisado quando eu responder o seu comentário aqui no blog.

© Apenas Leite e Pimenta - 2013 - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Leslie Leite.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo