23 novembro 2020

Por que Conhecer a História da Mesa de Canto é Importante?

mesa de canto shabby chic

A História do Criado-Mudo


Dia 20 de Novembro, última sexta-feira, foi dia da consciência negra, e com tantos protestos e manifestações ao redor do mundo, 2020 tem sido um ano para se rever conceitos e mudar hábitos que antes acreditávamos que não eram prejudiciais, dentre eles, conhecer a história de certas expressões e deixar de usa-las por que são racistas e/ou lembram ações e demonstrações de ódio que já não cabem mais dentro da nossa sociedade.

A mesa de cabeceira, ou de canto, também é popularmente (e erroneamente) chamada de criado-mudo. No começo do século XIX os escravos negros que viviam dentro da casa dos Senhores e faziam serviços domésticos eram conhecidos como criados. E muitas dessas pessoas eram obrigadas a passar a noite ao lado da cama dos donos da casa segurando um copo d'água ou o que fosse necessário. Não bastando serem comparados com um móvel, era importante também que agissem como um, por isso, os Senhores e Senhoras da casa, cortavam a língua desses criados ou os puniam de várias formas, para que ficassem imóveis ao lado da cama.


Mais tarde, com a criação de um móvel que ficava ao lado da cama e tinha a mesma função que um escravo negro, passaram a chamar a mesa de canto de criado-mudo. E infelizmente, mesmo depois de dois séculos, a gente ainda perpetua esse nome. Algumas lojas que vendem mesas de canto designam o item dessa forma, ou se referem ao móvel como mesa de cabeceira, mas ainda não é possível abandonar totalmente a expressão criado-mudo dentro do mercado, por que muitas pessoas conhecem a mesinha por esse nome, portanto, depois de obter conhecimento, é importante que nós abandonemos expressões como essa, para que elas sejam extintas do vocabulário popular.

Os móveis tem história e com o tempo passam a ter outros objetivos, a mesa de canto atualmente não é utilizada apenas ao lado da cama, mas também na sala de estar e até mesmo na cozinha. Assim como as cômodas bombê, que podem ser vistas como penteadeiras ou aparadores no hall de entrada. Independente de qual seja a história que trazem, os móveis evoluem, assim como o nosso conceito deve se transformar positivamente também.

Sabia que apesar de o dia da consciência negra existir desde 2003, ela só foi sancionada em lei pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2011? E atualmente em alguns estados brasileiros o dia é considerado feriado. O dia da consciência negra foi estipulado em 20 de novembro por que é aniversário do defensor dos negros Zumbi dos Palmares.

Eu sempre trago para o blog dicas sobre móveis provençais, mas dessa vez eu quis tratar de um assunto diferente e importante envolvendo decoração. As vezes a gente nem percebe a propagação do racismo, pois ele vive também nas pequenas coisas. Você já sabia das informações apresentadas nesse post? Conhece outra expressão que é usada de forma errada? Compartilha com a gente por meio da área de comentários.

15 comentários:

  1. Lembro que fiquei horrorizada quando descobri esse significado. É super importante mesmo a gente se perguntar do pq das coisas, e evitar certos termos que podem ser pejorativos ou infelizes para uma ou mais pessoas ;)

    Beijos,
    Camila

    www.sejabelissima.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já conhecíamos a historia da mesa de canto e ficamos horrorizadas quando descobrimos. Temos que começar a cobrar de grandes lojas que não usem mais esse termo para assim conseguirmos mudar também a maneira como a sociedade chama a mesa.

    Beijos


    http://onlyinspirations.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu já conhecia a história da mesa de canto/cabeceira e graças a Deus o nome "criado-mudo" já está entrando em desuso, porque realmente é muito racista!! Sobre o móvel eu acho lindo e prático, principalmente para guardar meus creminhos perto da cama. Quero muito um igual a essa segunda foto <3.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  4. Não sabia que levava esse nome de cômodas bombê. Gostei de conhecer!
    Acho super bonito como está nessa foto inspiração.
    Tenho amado tudo que é branco, com certeza investiria em algo assim.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  5. A great post! I love your blog. Your content is very interesting < 3

    ResponderExcluir
  6. Olá Leslie,

    Que post bacana, já tinha ouvido falar sobre o nome, mas nunca parei para pesquisar ou pensar.
    Esse ano está sendo de diversas reflexões.

    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  7. Eu não fazia ideia que chamavam criado mudo por causa desses acontecimentos verídicos!
    Obrigada pela partilha fiquei mesmo curiosa!

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu já conhecia a história, que horror né??? Bizarro pensar que isso aconteceu. Adoro mesinhas de apoio e agora me acostumei a chamar assim, do jeito correto.

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com
    instagram.com/raquel_tips

    ResponderExcluir
  9. Oi
    é importante abordar esse tema para acabarmos com esse tipo de palavras em nosso vocabulário, gostei do poste e achei informativo, normalmente chamo de mesinha.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oii, tudo bem?
    Vi essa história em um post do Instagram, fiquei horrorizada e desde esse dia que venho me policiando e parando de chamar de "criado mudo". Até contei a história para outras pessoas também, sempre falando para trocar por mesinha de cabeceira, mesinha de canto. Muito importante sua postagem!!
    Beijos,
    https://treesdedezembro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Já tinha ouvido falar dessa história, mas achei legal fazer um post assim. Adorei a postagem!

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  12. Que interessante Leslie, eu não fazia ideia de onde havia surgido o nome. Nunca mais vou chamar esse móvel assim, agora é só mesa de canto. xD

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  13. já tinha ouvido falar sobre isso! agora só chamo de mesinha hahaha

    xoxo
    Guria do Século Passado

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi alguns posts no instagram falando sobre essas palavras erradas e que ainda usamos hoje em dia e nem percebemos/sabemos a origem.
    Muito legal esse seu post, e ótima lembrança para prestarmos atenção em nosso vocabulário.

    http://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi Leslie, tudo bem?
    Já tinha ouvido falar sim, e tento me policiar para não continuar utilizando essas expressões. É realmente importante para que isso um dia acabe.
    Abraços,
    AVA
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir

➤ Comentários rasos e sem sentido não serão respondidos e retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© APENAS LEITE E PIMENTA 2013 | 2021. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo