16 abril 2021

Como é Ter um Pitbull de Estimação?

Pitbulls são perigosos?

Chanel com três meses
Meu primeiro contato com a raça de cachorro pitbull foi com a Mel. Todos os dias ao voltar da escola eu precisava passar pela casa do vizinho onde a Mel morava e fazer carinho nela. Conheci a Mel desde que ela era uma filhote, por isso, nunca tive medo de ficar perto dela, ao contrário de qualquer outra pessoa que passasse pela rua. Tinha gente que até mudava de calçada pra não ter que passar ao lado do portão onde a Mel estava.

Os pitbulls são cães com fama de sanguinários, o que gera um preconceito enorme, então eu resolvi comentar com vocês como é morar com não apenas um, mas com dois pitbulls.

O Pitbull é um Cachorro Perigoso?


A resposta a essa pergunta leva à muitos fatores, como criação e personalidade do cão. Todo ser vivo tem seu jeito de ser, e por mais que tenha gente que não acredite, eu me atrevo a dizer que até os peixes do meu aquário tem personalidades diferentes. E o pitbull traz algumas características padrão de temperamento, mas estímulos externos e a forma como o tutor (dono) o cria, podem influenciar a sua personalidade.

O que torna o pitbull um cão digno de medo é seu porte físico, afinal, todos os cachorros mordem, isso é natural, mas é claro que a mordida de um pitbull vai fazer muito mais estrago do que a de um chihuahua, por exemplo.

Um cão dócil, criado de forma carinhosa, não vai morder alguém ou outro animal se ele não tiver motivo. Por aqui nós temos a Chanel e a Diana, as duas são irmãs e uma mistura de pit monster com american bully, que são variações da raça pitbull, mas elas tem diferentes personalidades. A Chanel tem um extinto predatório, é alerta e ativa, já a Diana é mais amável e tranquila, porém, nós criamos as duas da mesma forma.

Como é ter um pitbull

Diana
Se você pretende adotar um cachorro da raça pitbull, te aconselho a pesquisar bastante sobre as necessidades do cão e cria-lo de forma branda, com carinho.

O Pitbull Pode Conviver com Outros Cães?


Pode sim, mas isso também depende do temperamento dos outros cães. Se você tiver um pitbull dócil, com certeza ele vai se dar bem com outros animais que também são tranquilos, mas a gente nunca pode prever a reação de um pitbull quando ele se sente ameaçado por qualquer outro cão, por isso, é importante que haja uma boa socialização.

Além da Diana e da Chanel, eu também tenho a Lia e a Pappion, que são vira-latas de porte pequeno. As pitbulls se dão super bem com a Lia, e até tem certo respeito por ela, pois é a mais velha da matilha. Mas a Pappion gosta de delimitar o território dela, o que já gerou algumas brigas com a Chanel, até que eu resolvi criar um canil apenas para a Pappion, e é perceptível que ela ama ter o seu cantinho sem a interferência de qualquer outro cachorro.

Veja também: A História da Lia

Além disso, os pitbulls são ativos e brincalhões, e as vezes eles não tem noção do próprio peso e força. Então, é legal evitar que eles fiquem com cachorros muito pequenos, pois mesmo brincando eles podem acabar machucando, e isso vale também para as crianças. A Chanel e a Diana as vezes conseguem me derrubar no chão apenas com brincadeiras e expressões de afeto.

Como criar um pitbull

Chanel 
Sendo pitbull ou não, independente do cachorro que você queira adotar, é importante ter domínio sobre ele, e adestramento é sempre uma boa opção, assim como a castração, que também diminui o temperamento violento.

É considerado crime mutilar qualquer parte do corpo de um animal por questões estéticas, além de ser muito maldoso cortar as orelhas e o rabo de um pitbull. Lembrando também que eu não estou aqui incentivando a compra de cachorros e outros animais, a Chanel eu comprei por uma miséria por que ela foi rejeitada por outros compradores, e era um sonho do meu marido ter um cachorro grande no quintal, já a Diana eu adotei, ela nos foi dada pelo seu primeiro tutor. 

Todos os meus cachorros me são grandes companheiros e me motivam a sorrir e ser menos ansiosa, e as pitbulls em especial são muito fiéis e carinhosas. Me conta aí nos comentários como é a sua relação com os animais e se você tem algum de estimação. Esse é um assunto que eu posso ficar por horas conversando.

Ps. Quero deixar aqui uma satisfação pra quem esperou pelo post de ontem e não teve. Infelizmente eu falhei com o BEDA por que algo extremamente sério aconteceu ontem na minha família, agora aparentemente está tudo bem e nós estamos tentando seguir com a vida, mas como eu disse no post anterior, tem sido muito difícil pra mim, controlar a ansiedade que anda me corroendo nesses últimos dias. Eu não deixo os posts programados para serem liberados automáticamente por que eu gosto de fazer isso e já responder os comentários de todos que interagiram nos textos. Hoje mesmo era pra esse post ter saído mais cedo, mas, peço um pouquinho da paciência de vocês juntamente com energia positiva. Vocês, leitores, são demais e eu amo esse blog. Um beijo e até segunda.



20 comentários:

  1. Os seu cães são adoráveis. Espero que fique tudo bem consigo.
    Bom fim de semana.
    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  2. Eu não sabia que eram pitbulls! Olha essa carinha, é daquelas cenas da placa "cuidado, cão bravo" e chegam esses bebês lindos e simpáticos *-* Confesso que sou meio medrosa, não sei se teria, mas conviveria super de boas em visitas. Eu gosto de cachorros bem pequenos se não não consigo nem segurar na guia que me derruba hahaha ameiii saber mais sobre elas e sobre a raça!!

    Bom findi!
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. ahhh to acompanhando o blog todos os dias e fiquei esperando post kakakak, mas imaginei que algo importante havia acontecido. Estou mandando todas as energias positivas possíveis, isso vai passar e vai ficar tudo bem. Melhoras <3

    ResponderExcluir
  4. Aii é tão bom saber a sua visão, porque ouvimos muito falar que eles são bem bravos e perigosos. Eu morro de medo de cachorros, não consigo nem chegar perto haha Bem bacana o seu post.
    A Chata de Batom

    ResponderExcluir
  5. Que lindas as suas cadelas! S2
    Eu sou uma das pessoas que morre de medo de pitbull, mas acha lindo, rsrs. Eu tenha uma matilha aqui em casa também, mas são de vira-latas, já velhinhos. Eu concordo contigo, qualquer cachorro só é perigoso se o dono deixar que seja assim. Se você der amor e carinho, qualquer cachorro será também carinhoso, porque vive num lar receptivo a isso.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  6. Oi
    eu confesso que tenho um pouco de medo de pitbull, mas sei que eles podem ser amáveis dependendo da criação que tiveram, só que eu e evito andar na praça com os meus cachorros quando tem gente com pitbull, mais não é tanto pelo pitbull em si e sim porque eu tenho pinsher e os bichos são encrenqueiros com outros cachorros ai eles acabam sendo um perigo pra eles mesmos, já que se um pitbull morder eles ai lascou.
    Eu gostei do seu poste, acho que um dos meus pinsher é mais brabo que um cachorro desse tamanho.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Que amorzinho <3
    XOXO
    Iza
    https://meninaforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Leslie,
    Que bom que o momento difícil passou. Mas voltando ao assunto do cão, confesso que nunca fui de querer animais, mais pela responsabilidade do cuidado que nunca me senti pronta para ter.
    Apesar disso tenho pensado nisso ultimamente e, mesmo ainda não podendo ter um cão por falta de espaço, o pitbull é um que sempre me atraiu. Acho lindo, sempre leio relatos do quão dóceis podem ser. Adorei seu relato. Quem sabe um dia...

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, Leslie.
    Espero que esteja tudo bem por ai. Eu confesso tenho medo. Minha sobrinha tem um casal na casa dela e morro de medo de ir lá. Inclusive ela tem duas crianças pequenas e os cachorros cuidavam deles desde bebê, o que em apavora hehe. Sou mais de gatos mesmo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Olá....
    Confesso que sou do time gatos hahaha... Nunca tive um cachorrinho de estimação! Porém, minha irmã sempre teve cachorros, inclusive, aqui em casa tem 5 cachorros dela. Nunca tivemos um pitbull, mas gostei de saber mais detalhes sobre a raça... Acho que a gente não precisa ter medo de adotar um animal da raça, o mais importante é saber criá-lo

    Espero que tudo fique bem aí na sua família <3

    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Antigamente, quando eu não tinha informações, eu tinha medo de pitbull (sem ao menos saber como era um cachorro pitbull) devido a sua má fama. Acho injusto, pois não são todos assim e muitos que são foram criados para ser.
    Acho legal que cada bichinho cresce da sua forma, mesmo que educamos/criamos todos iguais (igual filho xD). Eu tenho vários gatos e todos são diferente um do outro em questão de comportamento, mesmo sendo criados juntos (alguns desde filhotes). Os animais tem o seu próprio temperamento/personalidade.
    E eu achei linda as suas bebês, queria dar um cheiro na Diana ♥.
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  12. SEUS DOGUINHOS SÃO LINDOS....Tenho uma husk siberiana de lindos olhos azuis...me tirou muito a paciência já, porque solta muiiiiito pelo. Mas, sempre tem a alegria de vê-la me esperando na sala de casa, com o rabo abanando e as orelhas para trás!

    ResponderExcluir
  13. Eu gostei muito da sua postagem amiga, deu até saudades de quando minha família criava pitbull em casa, mas depois nunca mais encontrei aqui na minha cidade para vender, e eles sumiram desde aquela época em que o ataque deles eram frequentes na TV. E concordo com você, há muito preconceito pelas pessoas na raça, mas tendo uma boa criação com eles, é possível deixá-los "dóceis" digamos assim. Aqui em casa sempre criamos eles assim, com carinho e respeito, já que eles são temperamentais às vezes e já percebi que eles não gostam de barulho por perto. Sobre aceitar outros cães, aqui em casa funcionou porque quando os pitbulls chegavam aqui em casa, os demais cães já estavam aí era fácil de adaptar.
    Achei lindo os seus bebês, as fotos com eles estão maravilhosas!
    E entendo como você está amiga, vi quando desabafou no grupo que participamos no Zap e sei o quão traumático pode estar sendo esse momento, estou orando do fundo do coração para vocês puderem superar esse trauma e volte para o blog quando estiver leve.
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
  14. Ahh eu acho suas cachorrinhas tão lindas, sempre que você mostra nos stories eu adoro vê-las e como você disse: tudo depende do cachorro e o modo que ele é criado, por exemplo eu tenho um yorkshire que morde todo mundo se ele estiver perto de mim ou no meu colo e aqui criamos ele com muito amor e carinho, já minha vira-lata que é bem maior que ele é super dócil e amável, ela ama crianças, adultos e até outros animais.

    www.vinteprimaveras.com

    ResponderExcluir
  15. Muito fofos... Sou apaixonada nesses bichinhos. Realmente como o dono cria o animal influência bastante no temperamento dele. Aqui em frente de casa tem um rapaz que cria um. Ele tem dois filhos pequenos e outra cachorra de raça diferente e todos convivem bem.

    Beijos,
    Paloma Viricio💫💙

    ResponderExcluir
  16. Oi Leslie,
    eu confesso que não criaria nenhum pet dessa raça por medo mesmo, a minha vizzinha sempre teve cães dessa raça e a que fugiu da cada dela sempre vinha parar no meu quintal e é claro que eu morria de medo mas, ela nunca me mordeu porém acredito que por saber que ela estava no meu ambiente ou conhecia meu cheiro mas, ela não era dócil com pessoas desconhecidas. Já o macho que ela pegou bebê não é nada dócil e não é amigável, não chegamos perto e ela teve que construir uma barreira de proteção para ele. Fora esse ela tem mais 5 cachorros de outras raças.

    Aqui em casa eu tenho uma pinscher metida a besta que só late hahahahah mas, é um amor e docinho de cachorro, super dócil mas muito medrosa acredito que por não ter tido contato com muitos cães diferentes quando era bebê. E depois que levou uma mordida de uma vira lata enorme comparado ao tamanho dela ela ficou extremamente desconfiada e com medo de chegar perto de outros cachorros.

    Antes dessa meu pai achou um rottweiler na rua e trouxe para casa, fiquei assustada mas, com certeza ela estava perdida e era adestrada colocamos cartazes mas, o dono não apareceu. Então colocamos em ela num sítio de uma amiga pois lá tinha outro cachorro da raça dela e ela se deu super bem com ele. Ela é um amor, dócil e muito educada.

    Antes dela uma vizinha se mudou e abandonou uma vira lata na rua linda e pegamos também. Ela já foi jogada fora idosa então cuidamos dela e ela passou alguns anos aqui em casa até falecer. Um crime abandonar um animal assim.

    Acho que tenho mais histórias para contar mas, vai virar um texto. Beijos e melhoras para todos aí.

    ResponderExcluir
  17. Oi Leslie, tudo bem?
    Eu amo cachorros, e crio desde pequena. Com relação aos cães da Raça Pitbull eu acredito que não são todas as pessoas que têm a condição de criá-los, e eu me incluo nessas pessoas, pois acho que não conseguiria ser a melhor tutora pra eles. Mas eu os acho lindos.
    Tenho até uma história curiosa: uma amiga minha o irmão dela tinha uma pitbull red nose, linda demais. Todo mundo que chegava na casa tinha receio dela, mas eu fiquei tão apaixonada pela cadela que sempre ia falar com ela. Resultado: ela começou a reconhecer a minha voz quando chegava no portão e era super gentil comigo. Fui derrubada por ela umas 3 vezes, porque ela tem praticamente 2 terços do meu peso haha mas sempre na brincadeira. O irmão dela, o dono, ficou surpreso, pois geralmente ela não era tão acessível a estranhos e comigo ela era super gentil. E isso que você disse de personalidade é real, todo cão tem a sua personalidade e precisamos respeitá-la.
    Hoje, depois da perda da Mona, ganhei outro ser maravilhoso pra criar, e estou aprendendo tudo de novo com a Safira, porque a personalidade dela é completamente diferente. E é um prazer criar esses seres. Um chêro nelas, suas cadelas são maravilhosas.
    bjus
    AVA
    https://apenasava.com/

    ResponderExcluir
  18. Aí Leslie, eu amo qualquer bicho, detesto qualquer tipo de agressão e tal, sou apaixonada por pitbull, tenho uma cadela que se chama Mel, ela tem uma mistura de pinscher com aquele o basset, também não comprei, acredito no que você disse do dono saber lidar com o temperamento dos bichos, minha cadelinha não gosta do meu filho de 3 anos, isso pq ela tem medo de brincar e machucar ele (ela já fez isso, depois ela parou se brincar com ele) ela é muito fofa, no momento está doente🤒 mas estamos cuidando dela, eu amei seus bichinhos são lindos. Espero que esteja tudo bem com a sua família flor, se cuida, beijos!

    ResponderExcluir
  19. 3 anos atrás eu adotei a minha companheira da vida, Daisy. Ela veio da Espanha e é american pitbull. Não consigo entender como pessoas gostam de maltratar animais.
    Lembro que quando pequena, tinha uma família vizinha no interior de SP que comprou um pit branco. Logo na sequencia cortaram as orelhas e o rabo... E então veio a coisa mais abominável... Fizeram uma tattoo na bunda da dog :((((
    Beijão,
    Bela
    A Bela, não a Fera

    ResponderExcluir
  20. Oi, Leslie
    Aii adoro pitbull são lindos, mas confesso que tenho um pouco de medo de alguns.
    Só tenho gatos, mas as vizinhas aqui têm pits, um macho enorme tenho medo kkk mas uma fêmea que é uma doçura, como as suas, com esses olhares tão meigos.
    Acho que é isso mesmo, vai do temperamento e maneira como é criada pelo dono. Tinha um pitbull de um antigo vizinho que o saco de ração ficava aberto perto dele, mas ele só comia quando o dono colocava no potinho. Acho legal serem tão educados, queria eu ter essa disciplina kkkk
    Bjs

    ResponderExcluir

➤ Comentários rasos e sem sentido não serão respondidos e retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© APENAS LEITE E PIMENTA 2013 | 2021. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo