19.2.18

Como Fazer Molduras de Papel | DIY

E De Bônus, Uma Pequena Aula Sobre Papelaria

Do it yourself é um assunto que eu trago pouco aqui para o blog, e nem é por que eu não sou adepta ao "faça você mesmo", ao contrário, antes mesmo da popularização do chamado DIY eu sempre coloquei a mão na massa, inventando coisas novas e renovando outras, mas, infelizmente eu me esqueço de fotografar ou gravar algumas das minhas "obras" de DIY para pode compartilhar com vocês. Porém, dessa vez foi diferente, nesse post eu vou mostrar como eu fiz quadros emoldurados com papel.


A algum tempo atrás eu mostrei lá no stories do Instagram que eu havia recebido alguns produtos da Scrappiness Designs, uma loja online que disponibiliza artigos digitais para Scrapbook e afins. Dentre os mimos que ganhei, veio três posters EmparedARTE.

#039 | #040 | #043
Por algum tempo eu pensei em comprar porta retratos de tamanho A5, pois foi nesse formato que os posters vieram para mim (na loja o tamanho padrão é A4, basta ajustar na hora de imprimir). Mas, acabou que eu mesma decidi fazer minhas molduras. Encontrei vários tutoriais no Youtube ensinando como desenhar molde de quadros diretamente no papel, só que né mores... Por causa da minha bela desenvoltura em NÃO conseguir fazer as coisas retas mesmo com o uso de uma régua, fui atrás de um molde pronto. Eis que eu achei um molde lindinho de tamanho quase A6 lá no blog da Chai, o Namorada Criativa. Lembrando que o A4 é um tamanho normal de folha sulfite, A5 é metade do A4 e o A6 é metade do A5, ou seja, os quadrinhos iriam ficar bem pequenininhos e eu achei que poderia ser tão FOFINHO que resolvi experimentar!


Impressão colorida não é algo fácil pra mim, as gráficas ficam muito longe, cobram muito caro e eu não tenho uma impressora pra chamar de minha, mas como o molde é simples e preto, eu dei o meu jeitinho brasileiro. É importante imprimir o molde em folhas de gramatura relativamente altas, se tu não sabe do que eu tô falando, vou tentar explicar resumidamente, quanto maior a gramatura, mais grosso será o papel. Uma cartolina por exemplo, tem uma gramatura bem maior do que uma folha sulfite. Eu sou bem ligada nos paranauê quando o assunto é papelaria (amo muito), por isso, eu tenho uma infinidade de tipos de papéis, desses, separei um de cor azul e dois marrons de gramatura com mais de 100g, mas, eu acredito que uma espessura de cartolina já daria super certo, por que se o papel for extremamente grosso, vai ser difícil de dobrar e colar.

VEJA TAMBÉM: DIY | Painel de Inspiração


Com os moldes em mãos, eu recortei as bordas e vinquei as marcações para dentro, fiz isso com a ajuda de uma régua, mas você pode usar o que achar melhor, até as próprias unhas¯\_(ツ)_/¯.

Agora, A Verdade Sobre Fazer DIY's

Depois, eu dobrei tudo conforme os vincos, para dentro, e foi aí que começou a dar reboliço e eu quase desisti da coisa toda. Ao dobrar fica lindo, não tem erro, mas na hora de colar... aí vai a minha dica de ouro, utilize cola instantânea, como cola quente ou fita dupla face. Eu usei cola branca e me arrependi, ela só fez meleca e nada de grudar uma parte do papel na outra, sofri muito até conseguir que tudo ficasse nos conformes. Acabou que eu tive que fazer pressão com um lápis dentro da dobra para que o papel colasse. Acho que a mistura de trigo com água que eu usava quando criança colaria tudo muito mais rápido do que a própria cola branca. Deus me defenderay!


Ah, lembrando que eu cortei os posters no tamanho do quadrinho, e eu sou tão boa com medidas (sóqnão, sou de humanas) que eu quase cortei o "só faz" da frase "só faz sentido enquanto faz bem" de um dos posters. No final, para disfarçar o caos que a cola causou nos cantos da moldura, eu decidi fazer o acabamento com washi tapes de renda nas laterais do quadro, uma rosa e outra preta, no começo eu não gostei, mas depois eu aceitei e doeu menos. Essa é a verdade sobre os DIY's, nem sempre tudo saí como o planejado, isso o Pinterest não conta.

Inicialmente a ideia era colocar os quadrinhos numa das parede da suíte aqui de casa, encima da cabeceira da minha cama, mas eu achei tão bonito no meu home office que foi lá que eles ficaram mesmo. Eu acabei usando apenas dois dos três posters, um eu guardei para fazer outra arte.


Acredito que esse post tenha sido informativo e bem verdadeiro, na real, eu sempre me embanano um pouco quando o assunto é DIY, mas geralmente eu gosto do resultado final, é legal quando a gente põe o cérebro pra funfar e usa a criatividade a nosso favor. Mas e você? É adeptx ao faça você mesmx?

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Feito com ♥ por Lariz Santana