04 dezembro 2020

Como é Trabalhar Com Telemarketing?

como é trabalhar com telemarketing

O que Faz um Operador de Telemarketing?


No começo do ano eu fui empregada por uma grande empresa curitibana de teleatendimento, mas infelizmente, devido a pandemia e outros revés eu atuei por pouco tempo como operadora, apesar disso, esse período de trabalho me proporcionou experiências que eu vou levar para a vida toda, e como o blog é um apanhado de vivências de quem o escreve, acho que pode ser interessante compartilhar minha bagagem aqui com vocês.

Vamos começar desmistificando o termo "telemarketing", pois quem trabalha fazendo atendimento por telefone é chamado de operador de teleatendimento. Telemarketing é uma palavra usada de forma popular, mas não é o certo na área. Existem operadores que recebem as ligações dos clientes, como é o caso do SAC, e há aqueles que fazem as ligações para obter informações atualizadas, cobrar ou oferecer algum tipo de produto ou serviço.

Como é trabalhar com teleatendimento

A empresa para qual eu trabalhava oferecia serviços terceirizados para inúmeras outras grandes empresas, além de disponibilizar atendimento online e por meio de um robô. Eu trabalhava no setor de cobrança, e sendo sincera, creio que fosse um dos mais legais para se atuar, por mais que tivéssemos que por vezes, ser inconvenientes.

3 Coisas que Aprendi como Operadora de Teleatendimento


O Brasil é Vasto!

Eu AMAVA ter contato com pessoas de todo o país, ouvi inúmeros sotaques diferentes, conversei sobre o clima e ri com aqueles que achavam meu jeito de falar engraçado. Acabei aprendendo algumas gírias e conhecendo o significado de expressões que antes eu achava que tinham outro sentido.

Um exemplo foi quando liguei para uma cliente do Belém do Pará, e super educada ela disse ao telefone: "Só um pouquinho por que eu tava almoçando peixe com açaí com mainha!". Primeiro que eu achei fofinho ela chamar a mãe de "mainha", e segundo, que açaí aqui no sul do Brasil é tipo sorvete, a gente só come no calor e nunca mistura em refeições.

Gentileza Gera Gentileza.

É muito comum os operadores serem rechaçados, mas sendo sincera, tive poucas experiências negativas em que um cliente me xingou ou me humilhou. Eu aprendi que se você for gentil, acaba desarmando alguém que está com quatro pedras na mão para te atacar.
como é trabalhar com telemarketing

No começo do ano houve uma enchente muito forte em Minas Gerais, e teve um dia em que acabei ligando para um cliente que já havia recebido três ligações seguidas, ou seja, ele tinha todo o direito de ficar irritado. O cliente foi extremamente ríspido comigo e explicou que já estava com o boleto em mãos para pagar a fatura atrasada, mas não estava conseguindo efetuar o pagamento por que a cidade de BH estava submersa e as lotéricas não estavam abrindo. Além disso, esse homem havia perdido sua casa e alguns pertences na enchente. Eu tentei ser gentil e desejei que as coisas melhorassem, minha forma delicada de trata-lo acabou fazendo-o ser legal comigo e pedir desculpas por ter sido ignorante no início do telefonema.

Não Absorva os Problemas Alheios.

Depois que conversei com o cliente do exemplo acima, tive que tirar um intervalo por que acabei ficando mexida com a triste história dele, ainda mais sabendo que muitas outras pessoas estavam passando pelo mesmo problema relacionado àquele desastre natural. Como operadora de teleatendimento eu ouvi várias histórias tristes, uma vez uma cliente até começou a chorar no telefone, e mesmo eu sendo bem ruim em consolar as pessoas, conversei com a moça e a fiz ver seus problemas de outro ângulo, lembrei a ela que tudo o que estava passando de ruim, em algum momento teria um fim.
trabalhar com telemarketing
Foi ainda mais triste no começo dos casos de Covid-19 e início da quarentena no país, como eu fazia cobranças, não raro acabava ouvindo ao telefone pessoas desesperadas por que haviam perdido o emprego e não iriam conseguir pagar suas contas, ou eram microempreendedores e o seu negócio estava fadado ao fracasso por causa da pandemia.

Algumas coisas que aprendi no teleatendimento eu aplico na vida. E vou deixar um conselho, não seja ríspido e nem xingue o operador, é estressante atender ou fazer mais de 300 ligações por dia e ainda receber um insulto de quem você nem conhece.

Algumas curiosidades:
★ A gente não te atende lixando a unha e nem comendo, as mãos estão sempre digitando.
★ Te colocar no mudo significa que estamos digitando e tentando resolver seu problema, ou as vezes a gente só precisa parar um pouco pra respirar.
★ A paciência é indispensável para um operador, mas nós não somos feitos de ferro.
★ Dar uma notinha no final da ligação ajuda muitíssimo o operador.
★ As ligações são automáticas e a gente nunca escolhe com quem vai conversar.
★ Operadores trabalham seis horas por dia, com almoço de 20m e duas pausas de 10m para ir ao banheiro.


23 comentários:

  1. Conheço esse mundo pois trabalhei no serviço de apoio ao cliente há muitos e muitos anos atrás. No caso eram os cliente que ligavam, para resolver problemas ou tirar dúvidas. Muito stressante, pois tratas de vários assuntos e mudas de tema em curto espaço de tempo e chegas ao fim do dia com os ouvidos e a cabeça a ferver. Mudei rapidamente de emprego.

    Coisas de Feltro

    ResponderExcluir
  2. Oie,

    É uma profissão muito bacana, bastante criticada infelizmente.
    A experiência que você deve levar para a vida deve ser enorme.

    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Conheça o Instagram

    ResponderExcluir
  3. Adorei esse post, eu já trabalhei em telemarketing, tb numa empresa grande e tercerizada, mas eu trabalhava atendendo clientes e juro que foi a pior experiência da minha vida, tive depressão, ansiedade e até crise do pânico. Foi horrível, mas algumas das coisas que você falou é verdade, a gente acaba aprendendo muita coisa boa, como a gentileza, a ter um pouco mais de paciência e etc, eu também aprendi vários palavrões novos com o pessoal do rio de janeiro hahahaha não que eles chingassem, mas palavrão pra eles é virgula kkkkkk e diga-se de passagem, o carioca é muito caloroso, recebi vários convites pra tomar café, viajar e conhecer eles, amo

    beijinhos
    Carol Justo | Justo Eu?!

    ResponderExcluir
  4. Bacana você compartilhar sua experiência. Minha tia já trabalhou com isso e sempre foi muito bem avaliada pelos clientes, mas a empresa não gostava porque ela acabava passando tempo demais atendendo um único cliente. Eu acho um trabalho estressante demais, ainda mais pra mim que não gosto de falar ao telefone.

    https://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  5. Acho uma profissão bem interessante ;)
    https://blogmariianaleal.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Leslie!
    Que legal seu post, amei saber mais sobre essa profissão! Eu trabalhei como recepcionista em um hospital por 5 meses (meu primeiro emprego) e sei bem o que é lidar com o público... a gente conhece muita gente ignorante, mas sempre tem as pessoas gentis que gostam de conversar e são agradáveis!
    Depois dessa experiência eu que já não brigava com ninguém, passei a ser ainda mais gentil! Mas confesso que às vezes desligo os telefonemas de telemarketing porque não gosto de falar com as pessoas :P

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  7. Tenho amigas que trabalharam anos e só faltam surtar se ouvir o nome. Juro haha Acho que é de experiência para experiência, mas é uma profissão que eu jamais seguiria. Tenho horror a lidar com público..
    Beijos!
    Pam Lepletier

    ResponderExcluir
  8. Ei, Leslie, tudo jóia? Você sempre explicando novos termos ou os termos corretos a serem usados, é super informativo. Mas ser um operador de teleatendimento não deve ser fácil, né. Eu já cansei de ouvir pessoas criticando os operadores que ligam oferecendo planos e etc... Mas por vezes acabamos esquecendo que eles estão só fazendo o trabalho deles e não são culpados de nada, e realmente, gentileza gera gentileza. A sua experiência nessa área de trabalho vai com certeza ficar marcada na sua vida, e aparentemente de um jeito. Eu sempre tive curiosidade com o "telemarketing" e o seu post sanou muitas delas. Beijo!



    Books House

    ResponderExcluir
  9. Oi
    legal a sua experiência, eu não trabalho como telemarketing, mas trabalho para uma empresa de sistemas de prefeituras dando suporte por telefone, a empresa atende atualmente só o MS e o MT, concordo que a paciência é tudo, passo cada raiva porque tem cliente que quer tudo na hora deles e não é assim que funcionam, gritam, falam com grosseria, eu já cheguei a chorar duas vezes por conta dois clientes, que tenho ranço deles até hoje, eu pauso minha ligação respiro fundo, porque é difícil lidar com pessoas, principalmente por telefone.
    Tem cliente de boas, que conseguem compreender.
    Sempre mentalmente eu xingo os clientes e confesso que teve uma época que me estressava tanto com os atendimentos que vivia tendo crises de ansiedade, hoje em dia tento levar na tranquilidade.
    Procuro sempre ser educada, mas confesso que lidar com alguns funcionários públicos é complicado.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Oi Leslie,
    Eu tenho uma amiga que ficou anos no telemarketing e ela teve que sair para cuidar da saúde mental. Não é um trabalho fácil, devemos lembrar sempre que eles cumprem regras e não sair gritando e sendo mal educados.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi! Nunca trabalhei nesta área, mas admiro a paciência de quem encara este tipo de trabalho. Não deve ser fácil ser educado quando a pessoa do outro lado da linha está surtada e querendo brigar com alguém. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  12. Ahh muito legal conhecer um pouco mais sobre esse trabalho tão incrível
    já tive familiares nessa área, e realmente não é nada fácil, e precisamos sempre ter paciência, e nós como ouvintes, precisamos respeitar todos esses profissionais maravilhosos

    www.mundodasmulheresbrasil.com

    ResponderExcluir
  13. Oie Leslie!
    Adorei voce explicar um pouquinho mais
    Tem coisas que eu não sabia sobre e acho imnportante saber, até para termos mais empatia pelo próximo também!

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
  14. Olá, Leslie.
    Minha sobrinha trabalha no setor há cinco anos, na área de cobrança também. E ela conta cada história hehe. Eu confesso já cansei de bloquear números de telefone de tanto que me enchem o saco querendo que eu assine isso ou aquilo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Oi Leslie, tudo bem?
    Achei o post muito legal, importante desmistificar algumas coisas dessa profissão que sofre um pouco de preconceito. Eu acho que não teria paciência, e tenho um pouco de receio de falar com desconhecidos (sempre odiei telefone), mas como cliente procuro sempre ser educada. A gente não sabe o que a pessoa do outro lado da linha tá passando.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  16. Que bom que teve poucas experiências ruíns na profissão. Acho uó quem destrata operador afinal, quem tá ali do outro lado tá só fazendo seu digno trabalho..
    Legal saber mais sobre a profissão!

    Beijos!
    tucacheias.com

    ResponderExcluir
  17. Ótima maneira de compartilhar sua experiência, aposto q tem muitas pessoas que tem vontade de trabalhar na área.
    Infelizmente, não funcionaria comigo :(.
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  18. Eu sempre tento ser o mais educada possível com todos os telefonistas que eu falo, afinal a pessoa não tem culpa dos meus problemas e eu entendo que ela só quer me ajudar a resolver. Já consegui alguns benefícios como descontos ou sinal de canais fechados só porque fui paciente e educada com quem eu estava falando, então ser gentil sempre vai compensar. :D
    Beijão! ♥

    Relíquias da Lara

    ResponderExcluir
  19. Bem bacana você expor como é trabalhar com isso, pois ainda existe muito preconceito acerca dessa profissão. O que acho um pouco 'fail' é terem só duas pausas de 10 minutos para ir ao banheiro. Acho que as empresas poderiam ser mais compreensivas com isso.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  20. Meu primeiro trabalho foi com telemarketing e eu odiei HAHAHAHAHAH
    Fiquei apenas duas semana porque realmente não é pra mim...
    No meu caso eu tinha que vender e tinha meta e eu sou péssima pra conversar as pessoas, então a pessoa dizia que eu não queria e eu falava ok.
    Mas nossa, é um trabalho chato não se pode negar...

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Amei o post. Não sabia direito como era o trabalho, só imaginava como deve ser estressante ter que lidar com pessoas e muitas vezes ter clientes ignorantes.
    eu sempre imaginei s moças lixando as unhas, socorro kk
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oii Leslie, eu já tinha lido relatos de outras operadoras de teleatendimento e a maioria não era tão sincera ou tão "apresentável" eu diria, como a sua, muitas reclamam, falam que é o pior tipo de trabalho e que sempre eram xingadas e tratadas da pior maneira possível, mas lendo o seu texto eu percebi que não, acredito que grande parte das pessoas tem "preguiça" ou má vontade de fazer o seu trabalho, assim como acontece com o atendimento em lojas, e acabam também tratando os seus clientes com falta de educação ou com má vontade mesmo, já fui atendida por pessoas bem brutas ao ligar para minha operadora de celular, enfim, acho que existem pessoas ruins dos dois lados e precisamos levar isso com calma e com gentileza, assim como você disse.

    www.vinteprimaveras.com

    ResponderExcluir

➤ Comentários rasos e sem sentido não serão respondidos e retribuídos.
➤ Se você NÃO leu o post ou o assunto NÃO te interessa, NÃO COMENTA!
➤ A você que leu o post e vai fazer um comentário pertinente ao assunto, meu muito obrigada.
O mais breve possível passarei em seu blog para retribuir o carinho.

© APENAS LEITE E PIMENTA 2013 | 2021. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo