junho 14, 2017

5 Dicas Para Diminuir a Ansiedade

Este não é um daqueles posts fúteis que vai te ensinar dicas super infalíveis para deixar de ter ansiedade, não vamos falar aqui, sobre como é maravilhoso praticar exercícios físicos e ter uma boa alimentação, afinal, esses hábitos são essenciais pra quem deseja ter qualidade de vida, não apenas para se livrar da ansiedade.


Sempre fui ansiosa, quando criança era até gostoso sentir um friozinho na barriga antes de certos acontecimentos, porém, a partir da adolescência, a ansiedade se tornou uma tortura pra mim, e a seis anos eu trato Transtorno de Ansiedade Generalizada, ou, TAG. E, durante esse tempo eu encontrei maneiras (as vezes até estranhas) para controlar minha ansiedade e depois de algum tempo passei até mesmo a evitar crises. E são essas dicas que eu venho trazer pra você por meio desse post, e claro, lembrando sempre que quando sua ansiedade passa a ser demasiadamente excessiva, é necessário procurar um médico, por que esse sentimento é normal quando não atrapalha relações sociais. Ok? Ok. Recado dado. Ah.. e o post está enorme, mas garanto a vocês que só tem informação de qualidade.

1. Preste atenção na sua respiração; Você não precisa ir em um parque domingo a tarde, deitar na grama e fechar os olhos pra respirar, na verdade é ótimo fazer isso de vez em quando. Mas, nem sempre dá pra largar tudo e ir deitar na grama. Então, quando seu ser estiver inquietante e ansioso, pare o que você estiver fazendo e preste atenção na forma como você está respirando. A algum tempo atrás, eu estava passando por uma crise de ansiedade, meu marido me levou para o hospital, e eu já fui tantas vezes nesse mesmo hospital que eu já conheço a enfermeira que faz a triagem, ela é muito querida e sempre me dá conselhos, e nesse momento em específico ela me deu uma dica super válida que eu sempre me lembro quando estou passando mal. Geralmente, quando a ansiedade resolve dar as caras, a gente sente muita falta de ar, parece que o ar não está entrando como deveria, e a enfermeira me disse que a gente sente isso por que nós nos preocupamos tanto em inspirar, que esquecemos de expirar, e por não tirar todo o ar dos pulmões, temos a sensação que não está entrando ar suficiente, então, o que temos não é falta de ar, e sim, ar em excesso. Enfermeira nota 10! Depois que ela me disse isso, eu passei a parar pra respirar, e gente, isso funciona super bem. Tá sentindo falta de ar? Não desespera! Concentre-se e respire. Curto muito o canal da Giovanna Ferrarezi e em um dos seus vídeos ela disponibilizou esse gif pra gente seguir na hora de colocar a respiração em ordem. E pode ser bobo, mas acreditem, funciona.


2. Masque um Chiclete; Quando estou exageradamente ansiosa e preciso ir a algum evento, eu  saio de casa mascando um chiclete. Tá aí uma dica esquisita, mas que eu descobri ter um enorme poder de controle sobre minha ansiedade. Geralmente eu salivo bastante quando estou ansiosa e parece que o chiclete controla isso, além disso, meu cérebro passa a se preocupar muito mais com a mastigação do que em remoer o motivo pelo qual eu estou ansiosa. Mas alerto que é muito importante mascar sem fome, coma alguma coisa por que o chiclete pode causar dores no estomago mais tarde.


3. Forre o Estomago; Por falar em fome... existem dois extremos em relação a ansiedade. Conheço aquelas pessoas que não conseguem comer absolutamente nada quando estão ansiosas e outras que devoram tudo. No meu caso, eu sinto os dois extremos dependendo do motivo da ansiedade, mas o que predomina é a garganta fechada, aquela sensação de que não passa nada por ela, e aí, quando eu cedo a essa impotência em comer, eu passo mal duas vezes, uma por estar ansiosa, e outra por estar de estomago vazio. Por isso, como diz meu marido "forre o estomago". Faça esforço em comer, nem que seja um pouquinho. Já percebi que quando preciso comer mas não consigo e forço em pelo menos abrir um pouco o apetite, comendo mesmo que pouquíssimo, mais tarde, quando eu estiver com mais fome, vou conseguir comer normalmente. Além disso, procure comer naquele momento de garganta fechada, coisas levinhas e talvez até aqueles alimentos quase sem gosto. No meu caso, gosto de farinha láctea, leite, iogurte e frutas, como banana. E quando pulo para o outro extremo, em comer demais, eu me apoio nas pequenas porções. Geralmente, minha ansiedade me dá uma vontade enorme de comer doces, então, ao invés de comer um pacote de bolacha recheada, eu como apenas duas ou três bolachas, aí, mais tarde eu como algo com menos açúcar, um pouco de gelatina talvez, ou uma fruta bem docinha, como uma maçã por exemplo. Eu preciso sempre estar controlando minha compulsão e saciedade.

4. Se Expresse... da sua forma. Já disse isso algumas vezes aqui no blog, eu tenho um diário e eu sempre escrevo quando preciso organizar minha mente, e ele realmente me ajuda nesse propósito. Eu também sou uma pessoa muito artística, então eu gosto de desenhar e fazer trabalhos manuais. Tudo o que envolve arte me ajuda a tirar o foco da ansiedade na minha vida. Então você só precisa achar algo que te ajude a se expressar, como cozinhar, fazer algum trabalho voluntário, ou ter um blog, quem sabe.


Veja Também: Minha Experiência com o Bullet Journal - Registro de Hábitos e Humor

5. Se Respeite. Quando passei a me sentir mal por causa de ansiedade e procurei um médico, eu comecei a sentir coisas das quais eu não entendia muito bem o porquê. Era uma desorganização mental enorme, sentia ansiedade as vezes por nenhum motivo, ou por motivos "inúteis", eu passei a tomar medicação e a me auto intitular louca. E tem muita gente (MUITA mesmo) que passava pelas mesmas coisas que eu, eu só não sabia disso. Atualmente, e com muito mais informação, eu tenho em mente que de loucos todos temos um pouco, e mais ainda, que é necessário se conhecer e se respeitar para começar a lidar com seus problemas. Eu tenho Ansiedade Generalizada, Ok. Então o que eu vou fazer a partir de agora? Deixar esse sentimento parar minha vida, ou tentar lidar com ele para que eu tenha qualidade de vida? E pra tomar essa decisão, é necessário se respeitar e olhar bem lá no fundinho do seu âmago e encontrar forças pra se desafiar a se sentir melhor. Por que meu bem, infelizmente, por desinformação, e as vezes até bem intencionado, o povo fala, te critica e solta pérolas como: "Ahh... só tá querendo chamar a atenção!". Então, o que eu tô querendo dizer é, seja a pessoa não desistente que vai se auto conhecer e descobrir o que te faz bem, o que diminui sua ansiedade.
~
Me acompanhe nas redes:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

* Comentários que eu perceber que são C+C serão ignorados;
* Só respondo comentários em que falam sobre o post;
* Deixe o link do seu blog para que eu possa retribuir a visita;
* Clique na aba "notifique-me" para ser avisado quando eu responder o seu comentário aqui no blog.

© Apenas Leite e Pimenta - 2013 - 2017. Todos os direitos reservados.
Criado por: Leslie Leite.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo